Fornecedor de talco da Johnson & Johnson pede RJ

A Imerys Talc America, fornecedora do conglomerado de saúde Johnson & Johnson, protocolou pedido de recuperação judicial da unidade americana e de outras subsidiárias nos Estados Unidos, alegando não condições financeiras para se defender das quase 15 mil ações judiciais relacionadas a possíveis casos de câncer causados por talco.

Controlada pela multinacional francesa Imerys, a subsidiária afirmou ontem em comunicado que, embora continuasse acreditando que os processos não têm mérito, a perspectiva de aumento dos custos de liquidação e defesa nos próximos anos levou à decisão de entrar com o pedido de recuperação judicial.

“As empresas chegaram à decisão após avaliar uma série de estratégias para defender seus interesses comerciais de longo prazo e abordar suas obrigações históricas relacionadas ao talco nos Estados Unidos. As operações seguirão normais durante o processo”, afirmou a Imerys Talc America.

Em julho do ano passado, um júri do Estado do Missouri ordenou que a Johnson & Johnson pagasse US$ 4,69 bilhões para 22 mulheres que disseram que o amianto causava câncer de ovário. A companhia disse que apelando contra esta decisão.

Segundo o comunicado, a Imerys Talc Vermont e a Imerys Talc Canada, que também integram o pedido de proteção pretendem cumprir as obrigações com funcionários e parceiros comerciais. Essa medida suspende imediatamente todos os litígios pendentes relacionados com o talco em território americano.

A expectativa é de que o fluxo de caixa operacional seja suficiente para satisfazer todas as obrigações operacionais das entidades de depósito nesse período. “A segurança do talco foi confirmada por dezenas de estudos revisados por pares, bem como órgãos reguladores e científicos”, disse Giorgio La Motta, presidente das controladas pela Imerys.

Os escritórios Latham & Watkins LLP e Alvarez & Marsal são representantes das empresas no processo.

Fonte: Valor Econômico (via TMA Brasil).

Compartilhar

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter