Regulador aponta falha em processo de controle de qualidade da Deloitte

Por Dena Aubin | Reuters, de Nova York

O principal órgão regulador das auditorias americanas autuou a Deloitte & Touche na segunda-feira por não melhorar os padrões de controle de qualidade após os problemas encontrados por inspeções realizadas em 2007.

O Conselho de Supervisão de Contabilidade de Companhias Abertas (PCAOB, na sigla em inglês) afirmou que os procedimentos de controle de qualidade da Deloitte podem não ter sido adequados para assegurar um processo de auditoria adequado. Segundo o regulador, em nove das 61 auditorias revisadas, os auditores não obtiveram provas adequadas para sustentar suas opiniões.

“Nós temos confiança plena em nossos profissionais e concordamos que houve e sempre haverá áreas em que podemos melhorar”, disse o diretor-presidente da Deloitte, Joe Echevarria, em nota. “Estamos fazendo uma série de investimentos focados no aperfeiçoamento de nossos métodos, e continuaremos com esse processo para tornar a Deloitte o padrão para auditoria de qualidade.”

A Deloitte é o braço americano da rede global Deloitte Touch Tohmatsu, a segunda maior empresa de auditoria do mundo.

Algumas das deficiências na auditoria foram apontadas em um relatório de inspeção de maio de 2008. Mas o PCAOB dá um prazo de 12 meses para que os auditores possam adequar seus procedimentos de controle de qualidade antes de tornar as notificações públicas.

A divulgação das críticas indica que a Deloitte não conseguiu resolver os problemas nesse período, mas não reflete se houve melhoras depois disso, ressaltou o conselho em nota.

No relatório de 2008, o PCAOB afirmou que pode ter existido “questões importantes” em relação ao treinamento e a supervisão da Deloitte, bem como na avaliação dos auditores sobre estimativas dos administradores. O órgão não divulgou as empresas que a Deloitte estava auditando quando os problemas foram identificados.

Fonte: Valor Econômico

Compartilhar

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter