Uruguai mudará regras de paraíso fiscal

O Uruguai decidiu aceitar adotar novas regras sobre transparência financeira e colaborar mais com autoridades estrangeiras que tentam reaver recursos suspeitos depositados no país e que hoje são protegidos por sua condição paraíso fiscal.


Além do Uruguai, a Costa Rica, as Filipinas e a Malásia também estão adotando políticas. A iniciativa levou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) a retirar os quatro da lista negra de paraísos fiscais que resistem em cooperar com autoridades. O anúncio foi feito ontem pelo secretário-geral da entidade, Angel Gurria. ” Essas quatro jurisdições assumiram um compromisso de compartilhar informações de acordo com os padrões da OCDE ” , disse.


Na semana passada, os líderes do G-20 reunidos em Londres se comprometeram em bater duro em paraísos fiscais. A preocupação é que o sigilo bancário em alguns lugares trazem prejuízos à arrecadação de diversos países. Os paraísos fiscais também são constantemente postos sob suspeição por acolherem recursos ilícitos, muitas vezes desviados de nações pobres.


A OCDE classifica os países em três categorias de cooperação financeira: os que adotam as regras de transparência; os que dizem que vão fazê-lo e os que não se comprometem com esses padrões de abertura. O Uruguai e os demais estão agora na lista cinza, dos que prometeram mudanças.

Fonte: Valor Online

Compartilhar

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter